Você está aqui: Página Inicial Notícias Portugal é 5.º país europeu na inovação mas lucra pouco

Portugal é 5.º país europeu na inovação mas lucra pouco

Dados da European Innovation Scoreboard

Empresas não têm plano detalhado de exploração de resultadosAs empresas portuguesas são adeptas da inovação, mas lucram pouco. É esta a conclusão da European Innovation Scoreboard 2008, que colocam Portugal na quinta posição do mercado europeum, no que respeita à capacidade das empresas para assimilar inovação.

No entanto, nem tudo são boas notícias: «Somos dos países mais inovadores da Europa, e dos que menos retorno financeiro obtêm com essas inovações, e isto acontece porque algumas empresas portuguesas implementam tecnologia inovadora sem um plano detalhado de exploração de resultados esclarece Miguel Sousa, director-geral da empresa INOVA+, à margem da conferência intitulada «Mecanismos de Financiamento no Inter-relacionamento Empresa/Universidade», que decorreu nas instalações da Associação Empresarial Portuguesa (AEP).

http://www.agenciafinanceira.iol.pt/noticia.php?id=1073236&div_id=1728target_=blank

«Em primeiro lugar é necessário identificar quais as verdadeiras necessidades das empresas para posteriormente apresentar inovações válidas» acrescenta Miguel Sousa, citado em comunicado.

De acordo com o mesmo, a inovação é um factor «determinante» para melhorar a competitividade das empresas e criar sinergias entre as competências de recursos humanos.

«Não basta apostar em inovação; é necessário saber inovar. Torna-se, por isso, essencial colocar em contacto a oferta e a procura, as instituições de investigação e o tecido empresarial, colmatando o fosso que existe entre elas», acrescenta Miguel Sousa.

Ações do documento
Share |