Você está aqui: Página Inicial Notícias Lançado na FIESC, programa oferece crédito para a inovação no Sul do Brasil

Lançado na FIESC, programa oferece crédito para a inovação no Sul do Brasil

Publicado em: 08/11/2013

Lançado na FIESC, programa oferece crédito para a inovação no Sul do Brasil
Cooperação foi firmada em cerimônia nesta sexta-feira (8), em Florianópolis (foto: Marcos Campos)



Florianópolis, 08.11.2013 - Lançado nesta sexta-feira (8), na Federação das Indústrias de Santa Catarina (FIESC), o Programa BRDE Inova oferece políticas específicas para o financiamento da inovação no setor produtivo nos três Estados do Sul. No ato de apresentação do programa, foram assinados convênios entre o Banco de Regional de Desenvolvimento do Estremo Sul (BRDE) e a FIESC e entidades integradas, associações catarinense de empresas de tecnologia (Acate) e de fundações educacionais (Acafe), Fundação de Amparo à Pesquisa (Fapesc) e Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico Sustentável. Os financiamentos, de longo prazo, são dirigidos a empresas e projetos inovadores, com juros, condições e tarifas diferenciados.

"A inovação é um dos quatro pilares do plano estratégico da FIESC, cujo foco é o desenvolvimento da competitividade da indústria. A proposta é trazer sempre mais empresas para o ambiente da inovação", salientou o superintendente do IEL/SC, Natalino Uggioni, que representou o presidente da FIESC, Glauco José Côrte, no evento. Na opinião da secretária em exercício do Desenvolvimento Econômico Sustentável de Santa Catarina, Lúcia Dellagnelo, a criação de um ambiente favorável à inovação demanda programas de financiamento, como os lançados pelo BRDE, e programas de educação profissional.

O diretor de operações do BRDE, Neuto de Conto, lembrou que há 52 anos o banco financia a agricultura, a indústria e o comércio. "Agora estamos nos voltando ao financiamento de algo abstrato, que não tem uma forma e está na inteligência das pessoas. É um conhecimento que precisa ser trazido para o processo produtivo e para o desenvolvimento das empresas", afirmou.

O ato de lançamento do programa contou ainda com apresentações de linhas de financiamento para a inovação da Financiadora de Estudos e Projetos (Finep), do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) e do próprio BRDE. Também foram apresentadas ações da FIESC, IEL, SENAI e a experiência de financiamento da Audaces Automação e informática Industrial. O evento foi encerrado com palestra do navegador Vilfredo Schurmann.

A gama de projetos que poderá ser financiada pelo programa BRDE INOVA é ampla: vai de inovação de produtos e processos, passando por projetos de pesquisa até inovações organizacionais e em marketing. Abre-se espaço, assim, para financiamento de uma diversidade de iniciativas que contribuem para a geração, aprimoramento e suporte ao conhecimento.

Assim, o crédito para certificações, treinamento de pessoal e avanços de software, dentre outros itens, passam a contar com uma linha específica de atuação. Serão aceitos projetos entre R$ 150 mil e R$ 10 milhões, com custo equivalente à TJLP, hoje em 5% ao ano. O período de carência é de 24 meses, com prazo de oito anos para quitação.








Ivonei Fazzioni
Assessoria de Imprensa da FIESC
48 3231-4673 / 48 8421-3600
[email protected]

Fonte: http://www2.fiescnet.com.br/web/pt/site_topo/principal/noticias/show/page/1/tipoNoticia/2/id/12083/portalId/1

Ações do documento
Share |